Publicado por: jSaggiomo | 02/06/2010

Manutenção em elevadores: preocupação para todos

Poucos itens são tão importantes para um edifício quanto o bom funcionamento do elevador. Tanto para gerar conforto aos moradores quanto para a segurança dos mesmos durante o uso, a manutenção deste deve ser feita periodicamente. Ainda assim, há condomínios que não tomam o devido cuidado e correm o risco de acidentes.
O engenheiro Eduardo Gellis, gerente da ThyssenKrupp Elevadores, ressalta que a manutenção deve ser feita mensalmente. “Na manutenção são verificados os componentes de segurança e demais itens para garantir a performance do elevador. Já a atualização do mesmo deve ser feita a cada 10 anos, e aí se incluem alterações nos botões, modernização estética e de acessibilidade”.
Segundo dados do Departamento de Controle e Uso de Imóveis (Contru), com dados de 2007, quase 70% dos acidentes com elevadores têm vítimas fatais. E a maioria destes são idosos, crianças e zeladores. Crianças costumam ser vítimas por causa da falta de atenção – muitas abrem as portas sem ter a certeza se o elevador está mesmo no andar. Zeladores normalmente são chamados para resgatar objetos que caem no poço, e os idosos não têm agilidade suficiente para escapar de um acidente.
Assim, manter o equipamento em bom estado é primordial. Para contratar uma empresa prestadora de serviços, é necessário observar alguns detalhes. Primeiro, verifique se a empresa é registrada no Contru ou algum órgão que regule o funcionamento deste tipo de empresa.

Em seguida confira se a empresa de manutenção tem um engenheiro responsável e se ele é registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado de São Paulo (CREA).  Além de ser obrigatório, este profissional será responsabilizado caso haja algum acidente com origem técnica.
Por fim, pode-se também consultar o Sindicato das Empresas de Elevadores do Estado de São Paulo (Seciesp). Mesmo não sendo obrigatória, a filiação indica o compromisso da empresa com empregados e, consequentemente, com os clientes.

Atualização tecnológica
Os edifícios com construção antiga têm elevadores defasados em relação aos mais novos, no quesito aparatos tecnológicos que visam elevar a segurança. Por exemplo, o uso da régua de segurança, com sensor de infravermelho para detectar se há alguém na passagem da porta. “Este item só é usado em elevadores com porta automática, aquela em que a porta do andar abre junto com a do elevador”, afirma Gellis.
A cada dez anos, é necessária a atualização do elevador, em que vários itens são trocados. “Nesta é feita a substituição das fiações e na máquina de tração. Além disso, mudanças estéticas e de acessibilidade, como o painel em braile e a instalação do corrimão são feitas”, completa.
O consultor Francisco Valente informa que a modernização depende também de novas normas técnicas. “A modernização para atualização de segurança do elevador deve ser feita sempre por ocasião da edição de novas normas técnicas pela ABNT ou se algum risco de acidente o recomendar”, diz.
Valente também afirma que realizar a atualização é um bom negócio para o condomínio. “O elevador deve ser trocado quando uma modernização se torna economicamente inviável, isto é, quando o valor a ser pago por uma modernização for quase igual ao de um elevador novo”.

Cabo de aço
Uma das peças mais caras de um elevador é o cabo de aço, cujo tempo de vida útil varia entre cinco a dez anos. Desta forma, quando é necessário trocá-lo, muitos síndicos e administradores são pegos de surpresa com os custos envolvidos e optam para companhias que fazem o menor preço ou mesmo ignoram o alerta e deixam como está.
O problema é que tais empresas – que oferecem custo baixo – podem usar materiais de baixa qualidade e, assim como não tomar providência alguma, tornam a viagem de elevador arriscada para todos.
A manutenção periódica é necessária e até prevista em contrato entre as empresas de construção e fabricantes de elevadores. Ainda assim, vale a pena o condomínio ter um capital reservado para emergências e vistorias. A prevenção é a melhor forma de se evitar acidentes.

Fonte: Licita Mais


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: