Publicado por: jSaggiomo | 04/10/2010

Comissão de Acessibilidade oferece consultoria gratuita – Aracajú

De acordo com o capítulo IV do decreto 5.296, de dezembro de 2004, que versa sobre a implementação da acessibilidade arquitetônica e urbanística para pessoas com deficiência, todas as construções devem ter como referências básicas as normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT). O cumprimento da lei deve ser fiscalizado pelo poder público.

As calçadas devem ser dotadas de rampas de acesso, o que facilita a locomoção daqueles que têm mobilidade reduzida, e piso tátil, tanto direcional quanto de alerta, para deficientes visuais. Já os prédios precisam facilitar o acesso a todos os cidadãos, reservar vagas especiais no estacionamento e possuir elevadores adaptados. Mesmo com o decreto, muitos portadores de deficiência reclamam da falta de condições de acessibilidade em alguns locais.

Muitos deles alegam que algumas construções são adaptadas de forma equivocada. Muitos prédios não estão preparados para nos receber, não possuem rampas de acesso ou elevadores adaptados, reclama o cadeirante Everton de Jesus, vice-presidente do Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência (CMPcD). Foi com o objetivo de resolver esses problemas que o CMPcD criou a Comissão de Acessibilidade.

Comissão

Segundo a presidente do Conselho, Gorete Medeiros, a intenção é oferecer gratuitamente orientações para pessoas físicas e jurídicas em obras de reforma e novas construções. Queremos, com isso, fazer com que a implementação da acessibilidade arquitetônica e urbanística em Aracaju seja feita de maneira correta, defende Gorete.

Para Everton de Jesus, a iniciativa vai ajudar a evitar alguns equívicos comuns, como a aplicação incorreta do piso tátil. Percebo que em muitos lugares o piso tátil de alerta está sendo colocado no lugar do direcional, mas acredito que com a ação da Comissão de Acessibilidade isso vai ser corrigido, diz.

Serviço

A Comissão de Acessibilidade pode ser acionada gratuitamente através do telefone (79) 3179-1364, de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 15h às 17h.

Fonte: FAXAJU


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: