Publicado por: jSaggiomo | 15/03/2011

Queda de elevador em construção de prédio fere três trabalhadores

Um guincho de carga, uma espécie de elevador para o transporte de materiais na construção civil, despencou da altura de oito andares na manhã de ontem, durante o trabalho de três homens. Apesar do susto na obra localizada na quadra 3 da rua Benedito Moreira Pinto, nenhum dos trabalhadores ficou gravemente ferido.
Por volta das 8h30, o elevador apresentou problemas ao chegar ao 11º andar, no momento em que os três trabalhadores preparavam-se para descarregar latas de tinta. Ao perceber a falha, um deles conseguir saltar para o prédio, enquanto os outros dois permaneceram no equipamento. Segundo informações levantadas pela Polícia Militar (PM), o elevador chegou a descer de forma lenta até o oitavo piso, antes de despencar até o solo.
Apenas um dos homens que permaneceram no guincho ficou ferido gravemente, sendo socorrido pelos próprios colegas de trabalho e levado ao Pronto-Socorro Central (PSC), com um corte na barriga e outro na cabeça. Os demais foram atendidos com a chegada do Corpo de Bombeiros e também encaminhados ao PSC.
A perícia foi acionada e as causas do acidente ainda serão averiguadas. De acordo com o verificado pelo diretor de organização e mobilização do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Bauru, Josefino Candido de Oliveira, o mais provável é que tenham ocorrido falhas no motor do guincho e o freio manual, utilizado em casos como esse, não tenha resistido. Segundo apurado pela reportagem no local, o elevador comporta até 500 quilos e não carregava carga superior.
Mas, de acordo com Oliveira, por ser um guincho destinado a cargas, os trabalhadores não poderiam estar no elevador. A empresa apontada pelo sindicato como responsável pela obra não teve nenhum representante localizado pela reportagem.

Susto
No PSC, Wagner Fernando Cardoso, 26 anos, o trabalhador que saltou do guincho, ainda estava assustado com o acidente. Ele, que sofreu apenas algumas escoriações no joelho, contou que tudo aconteceu muito rápido. “Quando chegamos no último andar e eu percebi que o ele não ia aguentar, simplesmente pulei”, narrou.
Para ele, o susto maior foi ver o guincho descer com os colegas de trabalho. “Estou impressionado de nada mais grave ter acontecido.” Os outros dois homens feridos passam bem e não permitiram que seus nomes fossem divulgados.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru
Karla Beraldo


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: