Publicado por: jSaggiomo | 25/05/2011

Enfermeira pode ficar tetraplégica após queda de elevador do HGB

Rio – Um dos quatro elevadores do prédio principal do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) despencou do terceiro andar — uma altura de 10 metros — ontem de manhã. Sete pessoas se feriram e três delas continuam internadas. Uma enfermeira corre o risco de ficar tetraplégica. A assessoria da unidade informou que o elevador sofreu uma pane, apesar de ter passado por manutenção no fim de semana. A Polícia Federal investiga as causas do acidente.
O acidente ocorreu por volta de 11h30, quando sete funcionários do hospital e um médico da secretaria de Saúde de Duque de Caxias — que foi encontrar com um colega da unidade — subiam pelo elevador. O freio de emergência foi acionado e suavizou a queda até o subsolo.
A enfermeira Nádia Valéria Damas Evangelista foi transferida para o Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias, onde passou por ressonância magnética. Ela está com choque medular, e não consegue mexer os pés, pernas e mãos. Ela aguarda resultado de exame para saber se vai recuperar os movimentos. O médico Aníbal Prata teve fratura grave no tornozelo direito e está internado no HFB, onde aguarda cirurgia. O enfermeiro Júlio César Borges, com fratura de fêmur, também será operado. As outras vítimas foram liberadas.
Policiais da 21ª DP (Bonsucesso) estiveram no hospital para periciar o elevador. À tarde, agentes federais ouviram os depoimentos do chefe da zeladoria e de um engenheiro da unidade, além do responsável pela empresa que faz a manutenção dos elevadores. Segundo os funcionários, a firma teria informado, domingo, que os elevadores funcionavam bem. As obras da emergência do hospital estão paradas desde fevereiro. Dos quatro elevadores do prédio central, só um funciona.
Presidente de sindicato desabafa
O presidente do Sindicato dos Médicos, Jorge Darze, criticou o hospital e a empresa de manutenção: “Foi muito grave. Um elevador não despenca à toa. Ou houve má gestão e falta de manutenção ou a empresa de manutenção falhou. A polícia tem que identificar o responsável para que isso não volte a ocorrer. As pessoas poderiam ter morrido”.
A família do médico Aníbal classificou o acidente como absurdo. Em nota, o HFB lamentou e se solidarizou com as vítimas.

Fonte: O DIA ONLINE – RIO


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: