Publicado por: jSaggiomo | 22/11/2011

Eletricista morre após cair em fosso de elevador no Santa Maria MG

Eletricista morreu na tarde de ontem ao cair dentro do fosso de um elevador, enquanto trabalhava. O acidente aconteceu no edifício Portal das Palmeiras Residence, que está em construção e fica localizado no começo da rua Goiás, bairro Santa Maria.

O imóvel possui aproximadamente 15 andares e ninguém sabe ao certo de qual altura Willian Reis Vidal, 44 anos, caiu. Nenhum dos funcionários da obra presenciou a fatalidade e nem soube dizer a hora exata do acidente. O corpo só foi encontrado por volta 16h30, por um dos trabalhadores que viu um objeto no fundo do fosso.

A unidade de resgate e salvamento do Corpo de Bombeiros chegou a ser acionada, porém, ao chegar no local, Willian já se encontrava sem vida.  Perícia técnica da Polícia Civil esteve no local na tentativa de apurar as circunstâncias da morte do eletricista. A PC não descarta ainda a possibilidade de crime.

Existe a hipótese de que Willian estivesse trabalhando no quarto andar, uma vez que, segundo os bombeiros, uma escada se encontrava neste local e que por algum motivo o eletricista teria se desequilibrado vindo a cair de uma altura de mais de 15 metros.

Familiares do trabalhador foram até o imóvel em busca de notícias, mas não puderam entrar. Os trabalhos da perícia terminaram por volta das 20 horas. Todo o edifício foi isolado pelos peritos, que retornarão hoje, para continuar os trabalhos, uma vez que acreditam que o local foi modificado.

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML), onde passaria por autópsia. Em seguida, liberado para os parentes.

A construtora Portal Engenharia, responsável pela obra, se posicionou quanto à fatalidade. De acordo com a assessora de marketing da empresa, Raquel Ribeiro, a construtora realiza regularmente reuniões e Sipat, justamente para evitar acidentes no canteiro da obra. Raquel acrescenta que a empresa fornece todos os equipamentos de proteção exigidos pelo Ministério do Trabalho e que existe um funcionário em cada andar para fiscalizar o uso dos EPIs.

A assessora explica que os engenheiros foram pegos de surpresa, uma vez que não existia nenhum serviço empenhado para que Willian executasse naquele setor da obra. Raquel conclui dizendo que a construtora ajudará a família do eletricista em todos os aspectos, uma vez que Willian era funcionário da empresa há mais de 20 anos.

Fonte: Jornal da Manhã
Alexandre da Matta


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: