Publicado por: jSaggiomo | 24/11/2011

Sindicato comunicou construtora sobre risco antes de acidente fatal

Construtora responsável por obra onde eletricista morreu ao cair dentro do fosso de um elevador enquanto trabalhava, já havia sido comunicada dos riscos de acidentes de trabalho no local pelo Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e Mobiliário de Uberaba.

De acordo com o presidente da entidade, José Lacerda Sobrinho, a constatação dos problemas foi feita após três visitas de equipe do sindicato para levar informações sobre segurança e saúde no trabalho aos funcionários da obra. “Durante uma dessas visitas tive a oportunidade de informar que no fosso e nas escadarias não havia proteção contra queda. Sugeri que fosse tomada uma medida em relação a isso. Mas não podemos ainda afirmar quais as causas para esse acidente.”

José Lacerda explica que a segurança nas obras é de responsabilidade, em primeiro lugar, da empresa que deve seguir normas regulamentadoras referentes à segurança e saúde, cabendo a ela o treinamento, fiscalização e dar ao trabalhador condição segura de serviço. Ele cita que a partir de 20 funcionários deve haver um técnico em Segurança do Trabalho para fiscalizar, normatizar e fazer aplicar as regras em cada empresa.

“Além disso, cabe ao trabalhador seguir as normas e para isso deve receber treinamento da empresa. O sindicato também deve fiscalizar no sentido de fazer cumprir as regras e relatar à empresa, sugerindo a regularização. No entanto, a fiscalização em si é de responsabilidade do Ministério do Trabalho.”

No entanto, José Lacerda ressalta que, talvez por questões culturais, a empresa quase sempre joga a culpa no trabalhador por falta de equipamento. Mas questiona – “em uma queda daquela altura um capacete evitaria a morte do funcionário?”

O presidente ainda chama a atenção para a norma que deixa claro que os equipamentos devem ser fornecidos pela empresa, deve receber treinamento, mas deve ser adequado às características do trabalhador.

Nesta segunda-feira aconteceram dois acidentes de trabalho. Além do eletricista, operário da obra de macrodrenagem se feriu ao cair de uma altura de 3 metros dentro da vala aberta para a ampliação do canal da avenida Pedro Salomão. No acidente, o trabalhador quebrou o antebraço direito e bateu o rosto no chão.

Fonte: Jornal da Manhã

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: