Publicado por: jSaggiomo | 23/04/2012

Pericia busca identificar causa de acidente no elevador em mina.

Somente através da conclusão da perícia, que deve acontecer em 30 dias, a polícia poderá concluir o inquérito e saber o que levou o elevador que levava cinco mineiros ter despencado de uma altura de mais 150 metros. O acidente aconteceu neste último sábado, em uma mina de esmeraldas localizada na Serra da Carnaíba, no município baiano de Pindobaçu, distante 370 km de Salvador.

Segundo a Polícia Militar, o acidente ocorreu por volta das 7 horas, horário que os mineiros desciam em um elevador até o local de extração, localizado a 160 metros da superfície. Os trabalhadores não resistiram à queda do equipamento.

A perícia vai investigar se houve ruptura do cabo de aço que sustentava o elevador rudimentar, conhecido como caçamba, ou se houve algum problema nas roldanas do dispositivo. Peritos do Departamento de Polícia Técnica vão apurar as circunstâncias da queda, assim como os equipamentos de segurança. Segundo relato de testemunhas, o rompimento do cabo de aço provocou a falta de freio no sistema de elevação da “caçamba” [como tem sido chamado o suporte que transporta as pessoas], o que teria feito os garimpeiros despencarem até o subsolo da mina.

O resgate dos corpos só foi concluído no final da tarde de sábado, após os bombeiros e garimpeiros conseguirem descer até o local onde o elevador se encontrava com os corpos mutilados. O dono do garimpo afirmou que tem autorização para manter a atividade de extração de esmeraldas na região e que os equipamentos foram vistoriados recentemente.  “O problema não foi o maquinário porque tudo é legalizado, tudo vistoriado. É cabo novo, é guincho de corrente nova, é tudo legalizado”, afirmou o proprietário Silvado Nascimento em entrevista à TV São Francisco.

As vítimas foram identificadas pela PM como: Antônio dos Santos Cardoso, 38, Edvaldo Araújo Cirqueira, 27, Silvino Benício de Souza, 51, Arnaldo Conceição de Almeida, 49, e Edvaldo Cardoso de Alcântara, 56. A Serra da Carnaíba concentra uma das maiores reservas de esmeralda do Brasil.
São quase 100 garimpos. O trabalho de extração das pedras preciosas é considerado de alto risco porque geralmente é feito de forma improvisada, sem as condições mínimas de segurança. Alguns garimpeiros usam pequenas cadeiras para descer, também sustentadas por cabo de aço.

Fonte: Tribuna da Bahia Online
Publicada: 23/04/2012 01:54| Atualizada: 23/04/2012 01:28 / Silvana Blesa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: