Publicado por: jSaggiomo | 06/02/2013

Complexo de Lincoln afeta viajantes de elevador

O complexo Lincoln apodera-se de todas as pessoas que estão prestes a encetar uma viagem de elevador. Eis uma verdade inelutável e uma conclusão perfeitamente ao alcance de qualquer pessoa curiosa e observadora,

Como devem saber, Abraham Lincoln, o 16º presidente dos Estados Unidos, naquele noite fatídica de 14 de abril de 1865, estava de costas para a porta do camarote do Teatro Ford, em Washington,a assistir à peça Our American Cousin, quando o ator e espião confederado John Wilkes Booth o apanhou à traição e executou com um tiro na nuca, disparado de um Deringer 44.

Lincoln, que tinha 56 anos quando foi desta para melhor, deixou como legado à Humanidade a famosa 13ª emenda à Constituição dos Estados Unidos – aprovada pelo Senado no ano anterior e que oficialmente proibe a escravatura e a servidão involuntária em território americano – e um complexo com o seu apelido.

As pessoas afetadas pelo Complexo de Lincoln recusam-se a dar as costas a uma porta, janela ou qualquer outra abertura, de onde possa surgir um inesperado perigo ou ameaça, sem elas se aperceberem, porque, como todos sabemos, é cego o nosso único olho virado para a rectaguarda.

Ora como as preclaras e os preclaros hão-de reparar e concordar comigo, 99,89% das pessoas quando entram num elevador posicionam-se de frente para a porta e de costas voltadas para a parede. É o complexo de Lincoln a manifestar-se em todo o seu esplendor.

Fonte: Lavandaria


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: