Publicado por: jSaggiomo | 20/02/2013

Hyundai mira no Ceará mercado de elevador popular

Ainda em fase inicial, projeto que prevê construir um centro de pesquisa de elevadores foi exposto a Cid ontem.

Com déficit habitacional no Brasil de 7,2 milhões de moradias, 90,9% das quais concentrados na população com renda de zero a três salários mínimos, e o Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) em expansão no País, um novo desafio social e ao mesmo tempo um novo mercado se abrem para a construção civil, governo e a iniciativa privada: a instalação de elevadores de qualidade e de baixo custo nas unidades populares.

O governador Cid Gomes se reuniu, ontem, com o presidente do Grupo Hyundai Brasil, Victor Park, que convidou o chefe do executivo estadual para visitar a fábrica de elevadores da companhia na Coreia do Sul FOTO: JOSELITO SILVEIRA/DIVULGAÇÃO

A disponibilidade do equipamento em imóveis do Minha Casa permitirá ao trabalhador, após um dia inteiro de trabalho e dois ou três ônibus depois, evitar vários lances de escada para adentrar em sua residência, nos novos apartamentos do programa. Esse é o foco do projeto exposto na tarde de ontem, pelos presidente do Grupo Hyundai Brasil, Victor Park, e da Coopercon, Marcelo Novaes, ao governador Cid Gomes.
"Elevador não é luxo, é uma necessidade", defendeu Park, ao apresentar a proposta do novo empreendimento, que chega ao Ceará com a perspectiva inicial de construção um centro de pesquisa e estudos de novas tecnologias em elevadores, no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp). "O que queremos é criar um elevador bom, de baixo custo, que nos permita ganhar dinheiro e que atenda o social", acrescentou o executivo da Hyundai, diante de um mercado, já projetado pela Coorpecon, de 70 mil elevadores populares; somente para atender os novos apartamentos do MCMV, mais conhecidos como térreo mais três. Segundo Vitor Park, ainda é cedo para falar em investimentos, em obras, preços e em produção, mas garante que o protótipo terá de estar pronto até o fim de 2014, último ano do governo da presidente Dilma Rousseff.

Projeto embrionário
De acordo com Marcos Novaes, o projeto, inédito no mundo, ainda é embrionário, mas tem tudo para dar certo, diante da perspectiva social e do mercado crescente do Minha Casa. Conforme disse, o próximo passo será uma visita do governador Cid Gomes – convidado ontem, por Park – às instalações da fabrica de elevadores da Hyundai, na Coreia do Sul, em março.
"É importante que o governador conheça a tecnologia desenvolvida pela Hyundai nessa área",destacou Park, explicando que a empresa não busca recursos financeiros para o projeto, mas apoio institucional, para vencer as burocracias de âmbito Estadual e Nacional. Conforme disse, a proposta é que o protótipo seja desenvolvido a quatro mãos, entre a empresa coreana e Coopercon, mas aproveitando, também, a massa intelectual de jovens cearenses, estudantes e formandos do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA).
Segundo acrescentou Novaes, a perspectiva é que o centro de pesquisa seja desenvolvido por técnicos da cooperativa, da Hyundai e de universidades do Ceará, de forma tripartite.

Fábrica só com mão de obra
Ele vislumbra a possibilidade de instalação, no futuro próximo, de um fábrica de elevadores no Complexo do Pecém. "Não adianta pensarmos em uma fábrica, se ainda não temos mão de obra qualificada", ponderou Victor Park, segundo quem, apesar de contar com apenas cinco partes básicas, um elevador reúne 120 componentes.

CARLOS EUGÊNIO REPÓRTER

Fonte: Diário do Nordeste

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: