Publicado por: jSaggiomo | 03/07/2013

Escadas rolantes e elevadores são fiscalizados pelo CREA-RS

Ação foi motivada para prevenir acidentes com equipamentos.

Escadas rolantes, esteiras e elevadores de estabelecimentos comerciais e prédios públicos e privados do Rio Grande do Sul serão vistoriados por agentes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado (CREA/RS) nesta quarta e quinta-feira. A ação foi motivada devido aos recentes acidentes envolvendo os equipamentos e alguns casos acabaram de forma trágica.
Inicialmente, 43 municípios gaúchos que possuem inspetorias do CREA/RS serão fiscalizados. Os agentes fiscais visitarão prédios, shoppings centers, centros comerciais e profissionais, hotéis, hospitais e outras edificações que possuam os equipamentos.
O objetivo, conforme o CREA/RS, é verificar a responsabilidade técnica de empresas ou profissionais habilitados e registrados para realizar serviços de instalação e manutenção periódica, de forma a garantir a segurança dos usuários.

Menina de três anos morreu após acidente em shopping de Canoas

No último, ocorrido em junho, uma criança ficou presa no equipamento de um centro comercial de Canoas, na região Metropolitana, e morreu ao cair de uma altura de cerca de cinco metros.
Após a queda, a menina chegou a ser socorrida e foi levada para o Hospital de Pronto Socorro (HPS) do município, onde passou por uma cirurgia. Depois, foi transferida para o HPS da Capital, onde acabou morrendo. Logo após o acidente, o shopping de Canoas divulgou uma nota lamentando o episódio e se colocou à disposição para ajudar os familiares da menina.
Um inquérito foi instaurado para apurar o acidente, através da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA). A Polícia Civil usará as imagens das câmeras de segurança do centro de compras para apurar o que, de fato, ocorreu.

Menino teve três dedos amputados

Em abril deste ano, no Shopping Total, em Porto Alegre, um menino de quatro anos teve a mão presa na escada rolante e precisou amputar três dedos. Logo após o acidente e os primeiros socorros, foi necessário serrar partes do equipamento para soltar a mão da criança. Um médico cortou a pele que ficou presa às partes metálicas. O garoto passou por uma série de cirurgias para tratar o trauma.

Fonte: Correio do Povo


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: