Publicado por: jSaggiomo | 06/11/2013

Com elevador quebrado, pacientes de hospital em MT são carregados

Funcionários do Pronto-Socorro de Cuiabá ‘transportam’ os internados. Secretaria de Saúde diz que reparos começarão a ser feitos na quarta-feira.

Os elevadores quebrados no Pronto-Socorro de Cuiabá tem gerado transtornos para pacientes que dependem dos equipamentos para se movimentar dentro da unidade. Muitos têm que ser carregados por funcionários do hospital ou familiares. A Secretaria de Saúde do município informou que já contratou empresa para resolver o problema.

Os equipamentos estão quebrados há cerca de um mês. E, por causa disso, pacientes que estão internados no quarto andar e que precisam passar por algum tipo de procedimento nos pisos inferiores estão tendo que ser carregados de um andar para outro.

Wladete Abílio dos Santos, que acompanha uma amiga que está internada há 15 dias na unidade, relata os transtornos pelos quais a paciente tem passado. “Tem que levar na cadeira de rodas pra descer, com dois rapazes que eles chamam de maqueiros. E, na hora de subir, eles ficam uma meia hora lá para arrumar um maqueiro para poder subir ela”, conta.

O caso de Geisi, de 28 anos, é ainda mais grave. A jovem não fala e não anda há um ano, após ter tido uma reação alérgica à anestesia. O pai conta que a filha está há três meses no hospital e tem que trocar a sonda. Mas, o procedimento só pode ser feito em outra sala e o fato da paciente ser obesa impede que ela seja carregada pela escada. “Ela está há 11 meses já com a sonda e todos os médicos falam que em 90 dias tem que ser tirad”, diz Jurandir Divino Filho.

A Secretaria de Saúde de Cuiabá não permitiu a entrada da equipe da TV Centro América no Pronto-Socorro, mas admitiu ter conhecimento do problema. Porém, ninguém do órgão quis gravar entrevista.

E enquanto os elevadores não voltam a funcionar, pacientes e familiares têm que conviver com a falta de estrutura. E, em alguns casos, como no de Geise, o tratamento fica interrompido. “A gente paga tanto imposto e pra consertar um elevador não consegue. Eu acho que isso aqui é um cartão de visita de um estado que vai sediar a Copa e não tem um elevador num hospital público?”, questiona Jurandir.

Outro lado
A Secretaria de Saúde de Cuiabá informou, por meio da assessoria de imprensa, que uma empresa já foi contratada para consertar os elevadores e que os trabalhos devem começar na quarta-feira (6). Quanto à paciente Geisi, informou que ela vai passar por uma cirurgia, mas que, em razão do estado clínico dela, será realizada somente depois que tiver vaga na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Pronto-Socorro, o que pode acontecer a qualquer momento.

Fonte: Globo.com


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: