Publicado por: jSaggiomo | 27/07/2015

Mulher que estava em elevador que despencou quer processar empresa

Instituto de criminalística está levantando os dados. Empresa disse que engenheiros foram encaminhados ao prédio.

Mulher diz que pretende processar a empresa pelo risco eminente que correu  (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)
Mulher diz que pretende processar a empresa pelo risco eminente que correu (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre)

Uma das quatro mulheres que estavam no elevador que despencou na manhã desta quarta-feira (8) no residencial Renoir, em Rio Branco, confirmou que o grupo pretende entrar na Justiça contra a empresa responsável pelo prédio. As quatro dizem que foram expostas ao risco iminente de morte durante a queda, que segundo o Corpo de Bombeiros foi de mais de três metros.

"A gente vai conversar com alguém para saber como faz, mas queremos entrar com um processo", afirma.

As quatro, que trabalham em apartamentos no prédio, estavam quase chegando ao quinto andar, quando o elevador despencou até o subsolo."Éramos eu, minha irmã e mais duas. Chegamos, abrimos o elevador e apertamos para subir. Ele até chegou a subir um pouco, mas desceu de uma vez. Foi horrível, meu Deus do céu, não desejo isso pra ninguém. Foi só um susto", conta ainda nervosa.

Ela, que trabalha como babá, diz ainda temer que a situação possa acontecer novamente. "Imagino se eu estivesse com crianças nessa hora, o que seria de mim e delas?", questiona.

Após o resgate das pessoas pelo Corpo de Bombeiros e Samu, a perícia técnica foi acionada para fazer um levantamento no local. O diretor do Instituto de Criminalística do Acre, Alex Barros, diz que os peritos estão verificando as condições estruturais e de segurança. "Os peritos estão fazendo o levantamento das condições operacionais e de segurança. A perícia não trabalha com achismo, então vamos apurar todos os exames para termos um resultado técnico e embasado", esclarece.

Procurada pelo G1 para se posicionar sobre o processo, a Albuquerque Engenharia informou que o processo é direito de cada um, mas que vai aguardar o laudo pericial e definitivo. "Isso é uma coisa que pode acontecer eventualmente e o processo é o direito que cada um tem", ressaltou.

Fonte: G1 / Colaborou Luízio Oliveira, da Rede Amazônica Acre.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: